Processo de adaptação aos auxílios ópticos

Fazemos estudos e aconselhamentos das opções mais adequadas para cada caso particular, tendo em conta todos os constrangimentos psicológicos, culturais, sociais e laborais, como rentabilizar melhor a experiência com a ajuda seleccionada, aconselhando qual deles irá melhorar a qualidade de vida.
Após o ajuste separado para cada caso é monitorizado, a fim de usar correctamente os instrumentos, para se conseguir o máximo desempenho.
 Acreditamos que a baixa visão tem um grande futuro e é uma técnica complementar à oftalmologia, já em vigor em alguns países europeus.
Também existem outras ferramentas e técnicas como o Braille, livros falados e dispositivos de voz que transformem os caracteres impressos. É precisamente o computador uma ferramenta essencial no relacionamento com o meio ambiente para a pessoa com deficiência visual.
 Permite, com programas padrão ou através de programas específicos, a ampliação da conversão de imagem e voz estes são úteis independente do grau de deficiência visual da pessoa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *